Muito, mas muito talento: artistas nacionais que já experimentaram mais de uma área artística

Jaloo no filme "Paraíso Perdido" | Divulgação

Parece que é só glamour e ser paparicado, mas a carreira de artista exige muitas reinvenções também. Prova disso, são os vários nomes que já se aventuraram em experimentações artísticas novas.

Cleo Pires

Conhecida ela já nasceu, vamos falar a verdade. Mas a moça, inicialmente conhecida como “a filha da Gloria Pires e do Fábio JR.”, Cleo mostrou seu valor nas telinhas e tornou-se sex symbol por suas declarações. Neste ano, a carreira da artista tomou outro rumo: Cleo lançou o EP Jungle Kid. E surpreendeu, viu? Claro que muitos torceram o nariz, ou orelhas, no caso, mas a sonoridade da Cleo saiu do óbvio e não apelou para uma linguagem extremamente pop,  o que conferiu organicidade ao trabalho da artista.

Jaloo

O cantor Jaloo ficou conhecido pelo som trabalhado em efeitos e sua estética lúdica. Além de ser um produtor de mão cheia, o paraense agora exercita a atuação e já começou no cinema. O filme “Paraíso Perdido” é o debut do cantor nas telonas e traz ele no papel de uma drag queen. O filme estreia amanhã, dia 31, e vale super a pena conferir esse debut cinematográfico, afinal Jaloo é um dos artistas contemporâneos de maior destaque.

Linn da Quebrada

Que banho de talento, Brasil! Linn começou a trajetória na música brasileira como MC. Travesti, através do funk ela denunciou situações de discriminação e afirmou todo o orgulho LGBT, ou TLGB, como a cantora propõe. Mas o funk ficou pequeno pra essa “terrorista de gênero”, como já se definiu em algumas entrevistas. Além de tirar o “MC” do nome, a gata estreou no cinema com o documentário “Bixa Travesty”, filme sobre ela e todos os questionamentos e enfrentamentos que sua existência traz. Antes de chegar ao Brasil, o doc estreou em Berlim. Não é pra qualquer uma, não, mores. Linn da Quebrada é um dos nomes que já passou pelo Club Jerome, uma das principais casas LGBTs da noite de São Paulo e que costuma receber artistas dos mais relevantes para apresentações e sets.

Gretchen

A rainha dos GIFs (Gretchen Internet Format) dispensa apresentações. Ela é, sem dúvidas, um exemplo de resiliência em várias áreas artísticas, já que ficou conhecida por suas músicas e seu rebolado, mas já teve até documentário filmado acompanhando uma tentativa da cantora de se afastar da vida artística. Neste ano, ela também estreou como reality star na TV, com o show Os Gretchens.

Musa LGBT, a artista se apresenta nesta sexta no Club Jerome. Ao lado do DJ Zé Pedro, Gretchen vai ferver a pista da casa mais intimista de São Paulo. Inclusive, já viu nossas listas com ofertas exclusivas para o Club Jerome?

Gloria Groove

Você acha mesmo que com aquele vozeirão todo essa deusa ficaria só na música? Ainda criança, Daniel Garcia, verdadeiro nome da drag, começou a carreira cantando no Balão Mágico, mas logo descobriu outro dom para usar sua voz: a dublagem. Uma das séries mais notáveis que trazia a interpretação vocal de Gloria era Hannah Montana, na qual fazia a voz do personagem Rico. Mas ela tem até novela no currículo, tá? Entre 2006 e 2007, o pequeno Daniel Garcia podia ser visto no ar na novela Bicho Do Mato, da Record.

Sabe onde a cantora se apresenta hoje? Lá no Club Yacht, uma das casas mais conhecidas da noite LGBT de São Paulo.

Deixe uma resposta

Baixe a segunda edição da Revista Clubbing

Vai chegar no seu email!

X