Enquanto sonhamos com Spice Girls no Brasil, relembre curiosidades e músicas da girlband

 

De tempos em tempos a música pop é marcada por fenômenos em algum canto do mundo. E em 1994 foi a vez da Inglaterra revelar as Spice Girls, girlband que impactou o pop mundial com seu sucesso. Como foi anunciada nova turnê das Spice Girls – mas sem Victoria Beckham – a gente voltou pros anos 90 pra relembrar aquelas noites ouvindo elas num discman e pra mentalizar bastante até que anunciem a vinda das Spice Girls no Brasil. Vai que, né? Veja abaixo 10 curiosidades e músicas das Spice Girls.

1. Emma Bunton não é parte da formação original

Como falamos, a girlband surgiu em 1994 e de lá pra cá muita coisa mudou. Mas depois da criação da banda – feita inicialmente para competir com boybands em ascensão na época – não demorou para o grupo passar por mudanças. Uma das primeiras foi a chegada de Emma Bunton, a Baby Spice, que não é parte da formação original do grupo. A gata entrou no lugar de Michelle Stephenson, que se ausentou do projeto para cuidar da mãe doente.

Olha a primeira vez que elas pareceram na TV:

2. Geri Halliwell também não esteve envolvida desde o começo, não

Quando rolaram as primeiras audições para a formação das Spice Girls, a Ginger Spice estava na Espanha, visitando a avó. Ainda bem que deu tempo de entrar depois, hein? Não gostaríamos de viver num mundo sem Geri.

3. “Wannabe” nasceu em dez minutinhos

Sim, o maior hit das Spice Girls no Brasil e no mundo foi escrito em apenas dez minutos. Quem revelou foi Mel B durante uma entrevista, ela disse que as Spices estavam juntas ouvindo uma música velha de reggae do Shaggy e decidiram que elas precisavam de uma música tão “irritante” quanto aquela.

4, O clipe de “Wannabe” foi filmado sem cortes

Gravar vídeo não é nada fácil e às vezes vão várias tomadas até sair o visual que o diretor busca. Mas se a composição de “Wannabe” fluiu tanto, no clipe não seria diferente: foi filmado em uma única tomada, ou seja, é um clipe one shot, formato exige mais dedicação e concentração dos artistas.

5) Os apelidos não foram dados por elas

Os nicknames das Spice Girls fazem todo o sentido quando vemos a mensagem de união feminina que elas passam, mas eles não surgiram entre elas. O jornalista Peter Loraine entrevistou as meninas em 1996, para a revista Top Of The Pops, e não conseguia lembrar o nome das artistas, então escolheu apelidos para baseados em duas personalidades para colocar em seu texto. O Top Of The Pops também era programa de TV e elas voltaram lá em 1998, assista:

6. Geri Halliwell já esteve em Sex & The City

Você quer múltiplos talentos, @? Geri fez uma pontinha na famosa série, assista abaixo:

7. Emma Bunton é acumuladora

Mentira, gente, mas ela guardou todas as roupas e sapatos dos tempos de sucesso e muita turnê das Spice Girls. Deve ser coisa pra caramba!

8. Elas nunca ganharam um Grammy

Tá aí uma coisa difícil de acreditar! Todo esse sucesso e nenhum Grammy é algo difícil de entender, mas em compensação elas já levaram pra casa 5 Brit Awards, 3 American Music Awards, 1 VMA e 3 World Music Awards.

9. Elas são os principais nomes da era “Cool Brittania”

“Cool Brittania” é o nome dado aos anos 90 ingleses, quando a cultura pop de lá era tomada por um crescente orgulho do Reino Unido. De acordo com a revista Time, uma das mais respeitadas do mundo, as Spice Girls são os rostos mais famosos dessa época!

10. A última reunião das Spice Girls rolou nas Olimpíadas de 2012

Com encerramento feito em Londres, os Jogos Olímpicos de 2012 marcaram a última vez que vimos as cinco Spice que tanto sentimos saudades performando juntas. A apresentação é numa das memórias que Emma Bunton mais gosta, inclusive.

Desde a última reunião da banda a gente torce por uma turnê das Spice Girls e esse momento finalmente chegou. A última vez que a gente recebeu as Spice Girls no Brasil, juntas, foi em 1997, mas sonhar e torcer muito não custa nada, certo?

Agora conta pra gente, qual sua Spice favorita?

 

lista vip desconto exclusiva club yacht balada são paulo festa pop funk

Deixe uma resposta

Baixe a segunda edição da Revista Clubbing

Vai chegar no seu email!

X